Após 32 anos, Microsoft decide acabar com o Paint

Celulares de 40 milhões de brasileiros podem ser bloqueados
10 de julho de 2017
Banco Itau com instabilidade
1 de agosto de 2017

Após 32 anos, Microsoft decide acabar com o Paint

Uma das grandes ferramentas do Windows 10, o Paint, será finalizado pela Microsoft. A próxima grande atualização do Windows 10, chamada de “Outono”, será marcada pela despedida de um dos grandes ícones do sistema.

A Microsoft atualizou a lista de “recursos que serão removidos ou descontinuados” assim que a atualização for liberada, o Paint consta na lista. A Microsoft, na sua página, diz que os itens da lista “serão removidos do produto (o Windows) na distribuição atual ou não estão em desenvolvimento ativo e podem ser removidos em versões futuras”.

No caso do Paint, ele se encaixa no segundo caso, sendo que a companhia deixou claro que é bom ir se despedindo do programa. “Esta lista pretende ajudar os consumidores a considerar essas remoções e descontinuações para seu próprio planejamento.”

O Paint, que foi lançado originalmente como Paintbrush, é um dos softwares que acompanham o Windows desde o seu surgimento, com isso, estando presente em todas as edições. Porém, o Paint não faz parte do pacote essencial do Windows.

Na última edição do sistema, o programa recebeu um parceiro chamado Paint 3D, que conta com ferramentas de edição tridimensional. Mesmo com os recursos 2D, o novo software não serve como substituição do antigo, deste modo, já era esperado que ambos iriam dividir espaço.

A Microsoft não marcou uma data para o fim do Paint. Ainda não há uma data de lançamento do Windows 10 “Outono”, assim sendo, é necessário aguardar que a companhia oficialize uma data. A expectativa é que isso ocorra na segunda metade do ano.

Fonte: oficina da net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.