Hacker divulga chave para descriptografar arquivos sequestrados pelo Petya

Abranet anuncia proposta para melhorar em dez vezes a internet no Brasil
29 de junho de 2017
Celulares de 40 milhões de brasileiros podem ser bloqueados
10 de julho de 2017

Hacker divulga chave para descriptografar arquivos sequestrados pelo Petya

O hacker Janus, que desenvolveu o ransomware original Petya, divulgou a chave que libera a encriptação de arquivos. Janus afirma que não teve nenhuma relação com os recentes ataques. Segundo ele, o malware de sua autoria foi pirateado por desconhecido e gerado a onda de ataques.

O Petya e o NotPetya atingiram hospitais, empresas e várias outras instituições ao redor do mundo, sempre afetando dispositivos com o Windows 7. Para os que não se lembram, existe uma diferença básica entre o Petya e NotPetya. Ambos os malware criptografam computadores e pedem um resgate a ser pago por Bitcoins para descriptografar, entretanto o NotPetya apaga os arquivos mesmo após o pagamento realizado.

Apesar ter causado muita dor de cabeça, o Petya teve um impacto significativamente menor do que o seu antecessor WannaCry, que afetou mais de 300 mil computadores e chegou a 150 países, afetando PCs com Windows XP, Server 2003, Windows Vista e Windows 8.

Petya: Chave de Liberação

O hacker Janus liberou a chave por meio de sua conta no Twitter.

Janus Petya

O arquivo para download possui uma encriptação protegida por senha:

Petya

Após inserir a senha, a seguinte chave para descriptografar é mostrada: 38dd46801ce61883433048d6d8c6ab8be18654a2695b4723

Petya Senha

O mercado de crimes virtuais tem movimentado bilhões de dólares ao ano pelo mundo. Os valores já ultrapassaram US$ 400 bilhões segundo a empresa Norton. Somente no Brasil, no ano de 2016, os valores chegaram a US$ 32 bilhões.

Reforçamos a recomendação para não se pagar a esse tipo de sequestro. Existem empresas de segurança digital que podem lhe auxiliar, caso você tenha sido vítima de um ransomware. Como prevenção é muito importante que se faça backup on line de todos os seus arquivos e sempre utilize um bom e atualizado antivírus.

fonte: 88mph

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.